PUBLICAÇÕES

17 de Dezembro de 2013


Campesinistas avaliam subsídios da Geografia à questão agrária


Fonte: http://www.ippri.unesp.br/#!/noticia/153/campesinistas-avaliam-subsidios-da-geografia-a-questao-agraria/

O debate paradigmático ocorre quando um indivíduo consegue compreender a visão de mundo do outro, destacou Bernardo Mançano Fernandes, coordenador da Cátedra Unesco de Educação do Campo e Desenvolvimento Territorial, durante VII Encontro Nacional da Rede Dataluta. O tema “Paradigmas da Geografia Agrária brasileira” é um dos destaques. O evento ocorre até 19 de dezembro, no Instituto de Políticas Públicas e Relações Internacionais (IPPRI) da Unesp, ao qual a Cátedra está vinculada.  Promovido pela Cátedra de Educação do Campo e Desenvolvimento Territorial, o Encontro reúne pesquisadores que integram o projeto Dataluta – Banco de Dados da Luta pela Terra. Neste primeiro dia, Janaina Francisca de Souza Campos Vinha, professora colaboradora da Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) da Unesp, Câmpus de Presidente Prudente, liderou um colóquio em que apresentou sua tese de doutorado. Com foco no Estado de São Paulo, Janaina analisa as contribuições do Dataluta e do Núcleo de Estudos, Pesquisas e Projetos de Reforma Agrária (NERA) para esse debate. “A Rede Dataluta é uma rede de socialização e de colaboração, característica do debate paradigmático”, destacou. Segundo a pesquisadora, outra característica do debate paradigmático é o movimento do pensamento da Geografia Agrária durante o processo de construção do conhecimento. “Essa construção se dá nos grupos de pesquisa; nas publicações, encontros, defesas,” destacou.



Webkeepers