INSTITUCIONAL

saiba mais »

Aprovada pelo Conselho Universitário em janeiro de 2008 e inaugurada em outubro de 2009, a Cátedra UNESCO de Educação do Campo e Desenvolvimento Territorial ocupa lugar de destaque no movimento pela internacionalização da UNESP. Está vinculada ao Instituto de Políticas Públicas e Relações Internacionais da Unesp (IPPRI_UNESP)

O Instituto foi criado, em 25 de fevereiro de 2010, como Unidade Complementar, por iniciativa da Reitoria e do Conselho Universitário da UNESP, tendo como finalidade preservar, desenvolver e difundir o conhecimento científico interdisciplinar na área de Políticas Públicas e Relações Internacionais.

 

Conselho Deliberativo
Julio Cezar Durigan - Reitor da UNESP
Lucien André Muñoz - Representante da UNESCO no Brasil
Bernardo Mançano Fernandes - Coordenador da Cátedra



MISSÃO

A missão da Cátedra UNESCO de Educação do Campo e Desenvolvimento Territorial é colocar em ação as metas do Marco Estratégico da UNESCO no Brasil. A Cátedra visa contribuir para o melhoramento da qualidade da vida das populações camponesas. Para atender este desafio, desenvolveremos as seguintes atividades: a) criação e coordenação de cursos em nível de graduação e de pós-graduação;
b) realização de pesquisas e estudos sobre a educação do campo e desenvolvimento territorial;
c) divulgação dos projetos por meio de publicações impressas e digitais;
d) construção de relações permanentes entre a universidade e movimentos camponeses, para promover a inclusão social, a redução da pobreza, e a diminuição da violência e da vulnerabilidade ambiental. A Cátedra UNESCO da UNESP também colabora com a realização dos objetivos do Marco Estratégico com contribuições nas áreas da promoção da diversidade e na universalização do acesso às novas tecnologias.



OBJETIVOS

Os objetivos gerais incluem a realização de projetos de ensino, pesquisa, extensão, publicações e de eventos para promover e divulgar os avanços e desafios do desenvolvimento territorial sustentável de comunidades rurais. A formação em nível superior de seus membros e o envolvimento em projetos de extensão e pesquisa visam promover a atuação na gestão dos territórios camponeses. Os objetivos específicos abrangem: a realização de um curso especial de graduação em Geografia no âmbito dos assentamentos de reforma agrária e um curso de pós-graduação stricto sensu em Desenvolvimento Territorial na América Latina e Caribe; a manutenção do Banco de Dados da Luta pela Terra (DATALUTA) em escala nacional; a consolidação do acervo documental do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra; a publicação de traduções de livros sobre Educação do Campo, Questão Agrária e Desenvolvimento Territorial; a organização de eventos para debater as questões do tema da Cátedra; a construção de uma rede internacional de especialistas em desenvolvimento territorial com a participação de universidades, movimentos camponeses, institutos de pesquisas e órgãos governamentais; a execução de pesquisas sobre os impactos socioterritoriais em múltiplas escalas dos megaprojetos governamentais e empresariais e dos impactos territoriais do agronegócio sobre comunidades camponesas; a realização de estudos sobre os modelos de desenvolvimento nos territórios camponeses em todas as dimensões dos territórios - política, econômica, social, cultural e ambiental. 



EQUIPE


COORDENADOR

Prof. Dr. Bernardo Mançano Fernandes
bernardo@ippri.unesp.br

 

SECRETARIA

Jeferson de Paula Silva
jefeps@ippri.unesp.br

 


Telefone

(011) 3116-1798 / (011) 3116-1751


Webkeepers